JavaScript must be enabled in order for you to see "WP Copy Data Protect" effect. However, it seems JavaScript is either disabled or not supported by your browser. To see full result of "WP Copy Data Protector", enable JavaScript by changing your browser options, then try again.

Sobre os Pássaros Blog

0

Reprodução de Diamante Mandarim

Não é difícil fazer um reprodução de Diamante Mandarim em cativeiro, embora alguns cuidados sejam necessários. Você pode reproduzir em gaiolas com tamanhos 50 x 40 x 40 sem nenhum problema, pois, esse espaço permite aos pássaros se sentirem confortáveis e seguros o suficiente para reprodução.
O Diamante Mandarim pode se reproduzir a partir dos 4 meses de vida mas recomenda-se somente depois dos 6 meses, e o melhor período é entre Julho e Setembro podendo facilmente reproduzir durante todo o ano.
O ninho pode ser o mesmo usado na reprodução do Canário Belga ou ninhos em forma de caixa.

0

Reprodução de Curió em cativeiro

A reprodução de Curió em cativeiro pode ser feita em viveiros ou em gaiolas desde que o ambiente seja favorável com condições climáticas ideais para a reprodução. É importante que o local do viveiro ou gaiola seja arejado, com claridade, não passe correntes de ar e nem sofra excesso de calor ou frio e que receba preferencialmente raios solares pela manhã.

Qual a melhor época para a reprodução?

O melhor período para a reprodução é de Setembro até o final de Março sendo possível ter sucesso em outras épocas do ano.

0

Por que os pássaros não tomam choque?

Curiosamente, os pássaros conseguem pousar sobre fios elétricos, encapados ou não, sem levar choque. Aparentemente causa grande espanto quando analisado, pois quando um fio desencapado é tocado libera grande descarga elétrica. Com os pássaros é diferente.

Mas por que os pássaros não tomam choque?

A distância entre as patas dos pássaros é bem curta, não é suficiente para gerar um potencial elétrico entre dois pontos (DDP) e por isso os pássaros não tomam choque. O choque, dessa forma, somente acontece quando a corrente elétrica entra por um determinado local e sai por outro, ou seja, fecha o ciclo da eletricidade que é a condução de energia. A eletricidade liberada no pássaro não lhe provocará uma descarga elétrica porque ele não estará encostado em nenhum objeto a não ser o fio, porém, se o pássaro desequilibrar e encostar-se a outro objeto, ele receberá a corrente elétrica.

Pitohui o Pássaro Venenoso 0

Pitohui o Pássaro Venenoso

Pitohui o Pássaro Venenoso

O Pitohui é um pássaro da Nova Guiné, é um dos pucos pássaros que possui defesa química. Sua pele, penas e músculos contém um veneno chamado homobatraquiotoxina, também encontrado em sapos da América do Sul (só que em maior quantidade).

Como funciona o mecanismo de defesa do Pitohui o pássaro venenoso?


Não se sabe ao certo como esses pássaros e sapos produzem a mesma toxina, mas provavelmente a resposta esteja na sua alimentação.
Os habitantes da Nova Guiné não comem o Pitohui por causa do seu gosto e cheiro repulsivo e porque sua carne anestesia a boca. Por isso ele é evitado por predadores, se sua carne anestesia a boca não fará sentido comê-lo já que há outras fontes de alimento e outras espécies de pássaros que não causariam esse desconforto.

0

Peito Seco

O chamado Peito Seco não é uma doença em si, mas uma condição que a ave acaba adquirindo devido a diversos fatores. Peito Seco é a redução da musculatura peitoral, onde o osso externo, também chamado de quilha, torne-se proeminente. Este problema pode ser gerado por parasitas, fungos, bactérias, vírus, tumores, coccidiose, deficiência nutricional, falta de higiene, má qualidade da água e ainda outros fatores.

0

Como legalizar um pássaro? Você sabia?

Perguntas Frequentes – Criação Amadora de Passeriformes

1- Quero iniciar uma criação de pássaros, como proceder?

Para iniciar uma criação de pássaros silvestres, inicialmente o Sr. precisa decidir o objetivo da criação. Se for criar com fins comerciais (venda de filhotes), deve seguir a IN 169/2008.

Mas se a finalidade for a criação amadorista, para participação em torneios de canto e a transferência de pássaros entre criadores, você deve se registrar como um criador amadorista, conforme IN 10/2011.